Resenha do livro: Eu Estive Aqui


Título Original: I was here
Nome da Autora: Gayle Forman
Número de Páginas: 240
Editora: Arqueiro
Nota Pessoal: 5/5

Sinopse:
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

   E aí amores, tudo bem com vocês? Depois de um tempinho sumida aqui do blog, voltei com a resenha de um livro maravilhoso pra vocês! Tenho que confessar que me surpreendi. Já havia lido outros livros da Gayle Forman, mas esse foi diferente, principalmente por tratar de algo que tem ocorrido com tanta frequência na atualidade: o suicídio.
   Com uma narrativa envolvente e intensa, Eu Estive Aqui conta a história de Cody, que fica perdida após descobrir que sua melhor amiga cometeu suicídio. Quando estavam no Ensino Médio, faziam tudo juntas e tinham planos de sair da cidade. Meg fez isso, mas Cody ficou, trabalhando com faxinas. Poucos meses após a partida de Meg para Tacoma, essa notícia vem repentinamente.
   Numa viagem a Tacoma para buscar os pertences de Meg, Cody acaba descobrindo que talvez não a conhecesse tão bem como imaginava, e ao receber o notebook da amiga com um arquivo criptografado, as causas de sua morte são postas em dúvida.
   Com muito suspense, esse é um daqueles livros que te prendem até a última página! Vocês com certeza não irão se arrepender! Na leitura, podemos compreender o sentimento de alguém que não sabia que uma pessoa tão importante em sua vida pretendia se matar, não tendo sequer um indício para ajudar a entender.
   Cody era muito dependente de Meg e a colocava em um altar. Ao longo da história, podemos observar ela entender que Meg tinha sim seus defeitos, além do seu processo de independência. Eu amei o livro por ser muito real e super recomendo a leitura! E aqui deixo a pergunta pra vocês: O que vocês fariam de descobrissem que seu melhor amigo/sua melhor amiga cometeu suicídio?

Quote: "(...) É então que cometo o erro de me virar para lançar outro olhar fulminante para o convencido, superficial e poser Ben McCallister. Queria não ter feito isso. Porque, quando o olho pela última vez, ele exibe um esgar que é uma mistura de raiva e culpa. Conheço bem essa expressão: eu a vejo todos os dias no espelho."  

Se vocês já leram, contem aqui nos comentários o que acharam do livro! Comentem também sugestões de resenhas ou de outros posts que vocês querem ver por aqui, tá? Um beeeijo e até o próximo post!

Compartilhe!

Comente este post!

    Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Dávila Vasconcelos. Tecnologia do Blogger.