Resenha do livro: Para todos os garotos que já amei

Título Original: To All The Boys I've Loved Before
Nome do Autor: Jenny Han
Número de Páginas: 320
Editora: Intrínseca
Nota Pessoal: 4/5

Sinopse:
  Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou - cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
  Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.


  E aí meus amores, tudo bem com vocês? Hoje trouxe a resenha de um livro que há tempos queria ler! Para todos os garotos que já amei conta a história de Lara Jean, a irmã do meio de três meninas, que após perder a mãe muito cedo, tiveram que se virar sozinhas e ajudar o pai. Lara, Kitty e Margot são muito unidas. Porém, Margot, a irmã mais velha e que cuidava de todos na casa, decide fazer faculdade na Escócia, transformando completamente a vida de Lara. 
  Como se não bastasse toda a responsabilidade que estava prestes a assumir e ficar longe de alguém que ama muito, ela ainda vai ter que encarar seu passado. Acontece que as cartas que ela escreveu - cartas de despedida para os garotos que já amou - foram misteriosamente enviadas. E agora ela vai ter que lidar com toda essa confusão!
  Foi o primeiro livro que li dessa autora e confesso que gostei bastante. Ao longo da história, podemos observar o amadurecimento da personagem principal, ao ter que cuidar da casa, lidar com as consequências das cartas enviadas, aprender com seus erros, perder o medo e se amar mais. A escrita é muito envolvente e a leitura é rapidinha. 
  Quanto a nota pessoal, dei 4/5 porque tive muitas expectativas a respeito da história e nem todas foram correspondidas. Mas estou muito ansiosa para ler a continuação (P.S.: Ainda amo você) e ver o desfecho dessa história maluca, rs. Quem gosta de livros com aquele draminha colegial de Ensino Médio com certeza vai amar! Super recomendo!

Quote: “Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam.”

Então é isso amores, espero que tenham gostado! Se vocês já leram, deixem aqui nos comentários o que acharam e não esqueçam de dar sugestões sobre o que querem ver por aqui!
Um beeeeeeeijo e até o próximo post!

Compartilhe!

Comente este post!

    Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Dávila Vasconcelos. Tecnologia do Blogger.